Informações:

(47) 3633 4043

  • Agendamentos
    (47) 99601 2616
  • Cirurgias
    (47) 99746 4241

Tratamento do ceratocone: Cross-Linking do Colágeno

Tratamento do ceratocone: Cross-Linking do Colágeno

Ceratocone é a distrofia da córnea mais comum, uma doença não inflamatória na qual a baixa rigidez do colágeno permite que a área central ou paracentral assuma forma cônica, tornando-se progressivamente mais fina e irregular.
A doença geralmente incia-se na puberdade e progride até a 40 anos de idade. A origem mais provável é a genética, mas as causas específicas ainda não são conhecidas. O fator mais relacionado com a progressão do ceratocone é o trauma mecânico causado pelo ato de coçar os olhos.
A irregularidade da superfície corneana, na maioria dos casos, traz baixa visual não recuperável com óculos, mas pode ser corrigida com o uso de lentes de contato rígidas ou gelatinosas especiais.
Em torno de 15% dos pacientes a evolução da doença provoca cicatrizes que obrigam a realização de transplante de córnea para recuperar a visão.
O Cross-Linking do colágeno corneano é indicado para evitar a progressão do ceratocone. O tratamento consiste em desepitelizar a córnea após a anestesia tópica (colírio), instilar riboflavina ( vitamina B2) e aplicar a luz UVA por 10 minutos. Há um aumento no número de ligações covalentes entre as fibras do colágeno fortalecendo a córnea e estabilizando a doença.
Os pacientes devem ter pelo menos 14 anos de idade e realizar topografia corneana, paquimetria e microscopia especular corneana.
Em estudos europeus os pacientes tratados e acompanhados por 4 anos tiveram a progressão do ceratocone interrompida em todos os casos. Além disso, ocorreu uma redução de 2 dioptrias em 70% dos pacientes.
A radiação UVA só é absorvida pela córnea, principalmente pela sua região anterior, por isso as estruturas profundas do olho não são afetadas.
Esse tratamento também é indicado para degeneração marginal pelúcida e ectasia corneana pós cirurgia refrativa.
Na Europa esta técnica é realizada desde o ano 2000 com ótimos resultados e risco mínimo de complicações.
Esse procedimento é realizado no Centro Especializado da Visão em São Bento do Sul desde o início de 2008.
O médico oftalmologista Dr. Luciano Halal Haddad é um dos pioneiros neste tratamento em nível nacional, com uma experiência de centenas de procedimentos.